O CAVALEIRO DA LUA, DE WARREN ELLIS


Primeiramente, eu gostaria de dizer que sempre achei o trabalho de Warren Ellis superestimado, colocado num pedestal que não condizia com o seu talento.

Mesmo o cara que criou o Authority e toda a sua trama, pra mim, Mark Millar soube desenvolver melhor os personagens.

Por outro lado, ele sabia encontrar certos detalhes em personagens que ainda não haviam sido mostrados. Por exemplo, por ser inglês, Ellis conhece bem o futebol e inseriu tal esporte na vida de Noturno, personagem alemão – algo que passou batido por seu criador, americano, Chris Claremont.

Enfim, embora tivesse talento, ainda assim Ellis não me agradava.

Não sei há quanto tempo, a Marvel tem insistido com um personagem chamado Cavaleiro da Lua – criado por Doug Moench e Don Perlin, cuja primeira aparição se deu na revista Werewolf By Night # 32, de 1975 – mas podemos dizer que foram várias as tentativas.

Pelas revistas do Cavaleiro, já passaram grandes talentos como Bill Sienkievcz, Brian Bendis e Alex Maleev; ele também já fez parte de algumas superequipes como Vingadores da Costa Oeste e Vingadores Secretos.

Sempre sendo visto como um super-heroi urbano no estilo Batman, Cavaleiro da Lua basicamente transitava entre Homem-Aranha, Justiceiro, Demolidor.

Até chegar nas mãos de Warren Ellis.

Ellis mostrou um novo tipo de Cavaleiro da Lua. Um maluco. Um cara fora-da-casinha, que mesmo sendo rico ainda usa seus recursos para combater o crime. Porém, ele conversa com pessoas que não existem e faz coisas inusitadas para um super-heroi padrão.

Ellis retirou o uniforme, a capa, o estilo super-heroi e deu ao personagem uma nova personalidade, um novo status.

A nova revista do Cavaleiro da Lua é leitura obrigatória principalmente para quem já se cansou da mesmice residente nas revistas mais “quentes” do mercado. Tudo é novo, diferente e divertido, sem as piadinhas “filmes da Marvel” que estão causando náuseas já.

Infelizmente, como tudo o que é bom, a passagem de Ellis pelo personagem tem data para terminar: a edição de número seis.

Mas te digo: leia as seis edições que você não vai se decepcionar: 


Warren Ellis está me surpreendendo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2