VEM AÍ UM NOVO CAPITÃO AMÉRICA ---É, DE NOVO!


Parece que a Marvel decidiu recontar todas as suas histórias.

Eu não sei se você acompanha as histórias do Capitão ou não, mas posso te dizer que, vendo as coisas de longe, a vida do Capitão América está sendo reprisada, por Rick Remender.

Primeiro, ele tratou de matar novamente a Sharon Carter – que o Mark Waid teve tanto trabalho para ressuscitar.

Agora, resolveu que uma outra pessoa usará o uniforme do Capitão.
Sim, isso também já foi feito.

Primeiro, com Mark Gruenwald, quando Steve Rogers é cobrado pela governo para se tornar exatamente um funcionário público – um agente governamental, enviado em missões escolhidas por seus superiores. Rogers, prezando a liberdade acima de tudo, não aceitou, e devolveu uniforme e escudo, tornando-se assim apenas O Capitão.

O uniforme bandeiroso foi parar nas mãos de John Walker, na época, o Superpatriota e assim foi, até Walker surtar e Rogers voltar a usar o uniforme azul-vermelho-e-branco.
Depois, na fase Ed Brubaker, Rogers foi supostamente assassinado, após os atos de Guerra Civil, e com isso um novo Capitão América fora escolhido: ninguém menos que James Barnes, o Bucky.

Rogers voltou à vida, assumiu uma nova posição como líder da SHIELD, mas graças ao filme, de 2011, teve que voltar a usar o uniforme de Capitão, com a suposta[!!] morte de Bucky.

Agora, parece que o soro do supersoldado deixou de fazer efeito e Rogers está envelhecendo supersonicamente. Assim, é preciso que um novo Capitão apareça.
E aí, veja o que o Remender disse a respeito: "Steve terá que escolher seu substituto e a lista de candidatos é pequena. Mas, na edição #23, revelaremos uma série de personagens que estão sumidos há algum tempo, e a decisão ficará mais difícil",

"Com o novo Capitão, poderei contar histórias com uma perspectiva bem diferente da de um soldado da Segunda Guerra Mundial e filho da Grande Depressão. O novo Capitão permite histórias em que o protagonista e o mundo ao seu redor estão mais conectados. É bem possível que o próximo Capitão não tenha perfil de soldado. Daí, você começa a se questionar: alguém que quer servir seu país e está motivado para isso, mas não é um soldado, não tem muita experiência em seguir ordens. Isso oferece uma série de novas oportunidade. Tenho muita afinidade pelo personagem que assumirá o uniforme."

Quer dizer, o camarada aceita escrever as histórias de um personagem que ele não tem a mínima afinidade, mas então, mudará isso, botando outro no lugar dele. Talve\, por exemplo, o Wolverine?

Eu queria entender como a Marvel – ou qualquer outra editora – aceita esse tipo de argumento. Como aquele em que o Dr. Octopus e Peter Parker trocam de corpos; ou o Wolverine sendo “matável”, agora.


Escrever histórias realmente boas que é bom, nada, né?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2