TERMINA EM DUAS SEMANAS


Dia 12 de abril chegará ao fim a série que botou o canal Starz no mapa da TV.

Com o décimo capítulo de Spartacus: War of Damned, a saga do trácio, que se tornou escravo graças à traição do exército romano, se rebelou contra seus mestres e se tornou o líder de um exército de mais de cem mil ex-escravos, se encerrará.

De acordo com a história, o fim de Spartacus não é bonito.

Em sua luta final contra o exército romano, liderado por Marcus Crassus, Spartacus é derrotado e tenta então negociar sua rendição.
Marcus Crassus rejeita tal opção e o ex-gladiador se vê obrigado a lutar até a morte. Ele tenta, em vão, chegar até Crassus, mas seu fim chega antes.

Com o fim do trácio, os romanos vencem a guerra e crucificam mais de seis mil ex-escravos para mostrar a todos o que acontecem com aqueles que se levantam contra Roma.

Marcus Crassus, porém, não leva todos os louros da glória pela vitória de uma guerra que durou dois anos. Pompeu, que chega já nos finalmentes e pende a guerra para o lado romano acaba por ofuscar o “homem mais rico da república” ganhando elogios do senado.

Será esse o fim mostrado no capítulo final de Spartacus: War of Damned? É possível.

Mas, como até aqui a série se mostrou surpreendente, tudo pode acontecer.



Spartacus teve ao todo três temporadas, mais uma minissérie em seis capítulos.

Essas quatro histórias contam desde o primeiro contrato do trácio com o exército romano, até ele se tornar escravo, gladiador, campeão da arena, lenda e líder de um verdadeiro exército, até seu provável fim.

Eu já falei sobre a primeira temporada, Sangue e Areia, aqui.

Na segunda, com o título Vengeance – ou Vingança – vemos Spartacus e todos os escravos fugirem de Roma, enquanto o homem que o fez escravo, Claudius Glaber, se vê pressionado a matá-lo e acabar de vez com essa rebelião.

Glaber tem seus próprios problemas. Genro de um senador, só é aceito em Roma justamente por causa da esposa – por quem a maioria dos homens nutre sorrisos maliciosos – e embora se torne um pretor, ainda assim é visto como inferior, já que só ganhou tal título graças ao sogro.

Pior: sua esposa, quando percebe que ele está se tornando “inútil”, resolve investir noutra “possibilidade” mais agradável aos olhos do pai, deixando-o sem saída.

Por outro lado, Spartacus tem um objetivo: resgatar Naevia, amante de Crixus, que foi levada para as minas e torturada e muito violentada, quando sua dona descobriu que ela tinha uma relação sexual com o gladiador.

Eles conseguem resgatar Naevia, mas ao custo da prisão de Crixus e outros dois.

Spartacus não vê outra saída senão invadir a arena de Cápua – onde aconteceriam as execuções dos ex-gladiadores – e salvar Crixus.

Spartacus volta a ficar frente a frente com Glaber. Porém a luta não acontece porque o líder dos rebeldes põe abaixo a arena e sobra para o pretor apenas fugir com os seus.

Há outras tramas nessa saga:
Gannicus, outrora campeão das arenas de Cápua, se tornou um homem livre quando venceu o torneio que o fez o campeão. Homem de ação, bebida e mulheres profissionais do sexo, Gannicus acaba traindo seu melhor amigo com a esposa dele. E mais desagradável ainda: se apaixona pela mulher.


Ele decide ir embora para que não tenha que reencontrar seu amigo.

Porém quando sabe da execução de Crixus e outros, decide ser o responsável pelas mortes honrosas dentro da arena.

Crixus não morre e embora Gannicus não acredite em Spartacus, um caminho tortuoso o leva para os ex-escravos.

A batalha final entre Spartacus e o homem que o fez escravo, levou sua esposa – o que ocasionou a morte dela – e o perseguiu por todo esse tempo chega ao fim no décimo episódio de Vingança.

Enfim chega War Of Damned e um novo inimigo se levanta contra Spartacus e seu exército, que tenta se afastar da sombra de Roma, indo em direção à Gália: Marcus Crassus, o homem mais rico de Roma, adorado e invejado com a mesma intensidade.

Marcus Crassus

Crassus, porém, se mostra um homem inteligente e conhecedor da história de Spartacus. Por isso, a cada investida do líder rebelde, Crassus tem uma resposta à altura.

Além de um trunfo: o homem que viria a se tornar imperador, Julio César, se infiltra no exército de Spartacus quando eles invadem uma cidade romana e a tomam.

Assim, Crassus, Julio César e legiões romanas vão empurrando Spartacus para as cordilheiras frias. E, embora pareça o fim dos ex-escravos, eles continuam sua batalha para sobreviverem.


Um deles, Crixus, homem de ação, já não suporta mais fugir.

E decide bater nos portões de Roma e fazê-la tremer.

Liderando uma impressionante quantidade de valorosos lutadores, Crixus consegue vencer uma legião, mas o exército de Crassus é grande demais.

Faltam dois episódios para conhecermos o destino final dos personagens de uma série muito bem escrita, produzida e dirigida, cujo nome principal é Steven Knight, roteirista de Senhores do Crime, que faz sua estréia na direção com o filme Humming Bird, com Jason Sthatam.
Sam Raimi é um dos produtores – inclusive Lucy Lawless, a Xena, tem importante papel nas primeiras temporadas de Spartacus. Xena também foi produzida por Raimi.

Spartacus ainda contém violência extrema e muito sexo.

Agora, é aguardar 12 de abril e ver o grand finalle.

Abaixo, algumas mulheres de Spartacus - a série, no o personagem...











Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2