UMA DÉCADA DE VAL



...ou MEUS ANOS DE AREIA HOSTIL 3

Janeiro de 2003 saía a edição #5 de Areia Hostil. A capa estampava Dod, da dupla Dosmeu & Dod, criados por Ozi.
Era a minha estréia na revista.
Por pouco, não foi a estréia de Anderson Cossa também. Ele estava desenhando uma boa história à qual Val e a repórter Erin Forbes conversam sobre o casamento entre o Super-Homem e Lois Laine. Mas infelizmente a história não ficou pronta a tempo e ela acabou saindo na edição seguinte.
Minha primeira HQ na Areia Hostil, curiosamente foi a primeira HQ que fiz para o Val.

De lá pra cá, Val esteve em todas as edições, inclusive na última, mas a história não foi escrita por mim, e sim por Gerson Witte.

Fiz muitos amigos por lá e também tive alguns colaboradores nas HQs, sendo Anderson Cossa o principal deles, seguido pelo próprio Gerson e Toni Francis.

No traço de Toni Francis, Val alcançou um bom destaque, numa saga chamada Revolução. Recebemos algumas boas críticas e isso nos ajudou na hora em que decidimos que chegara o momento dele ter sua própria revista – isso aconteceu em janeiro de 2007, logo após o fim da Areia.

Falarei sobre a minha saída num próximo post.

Ainda sobre Val, em janeiro próximo, ele atingirá uma década de publicação ininterrupta.
Começou na Areia Hostil, seguiu por sua revista própria [impresa] e chegou às webcomics, com destaque para a Tetralogia ainda em percurso.
Ou seja, Val não é um personagem de “gaveta”, ele está sempre sendo publicado e podemos dizer com orgulho, ele está mais atual do que nunca.

Quero comemorar 2013 com uma nova fase na vida do personagem. Estou prometendo há tempos isso, mas ano que vem será o ano certo para esse novo pontapé na vida do Cara.

Tenho o desenhista certo para isso [e ele já me disse “você é meu parceiro nessa, acha que não vou participar?”] e a história certa.

Em 2013 teremos um novo Val. E a vida continuará.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2