A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ


Nascido na Espanha, em 26 de março de 1948, José Luis García-López, fez muito sucesso, desenhando para a DC Comics, principalmente na década de 70.

Sua primeira história publicada data de 1975, na edição 548 de Action Comics - a revista que mostrou Super-Homem ao mundo.

García-López tem um estilo muito próprio - embora, às vezes pareça simples - e fantástico, porque ele mostra ter controle de sua arte.

Seus pôsteres dos heróis DC se tornaram muito famosos, porque ele tinha uma facilidade muito grande de passar a imagem de "bons moços" aos personagens - inclusive o Batman.

Lembro-me, quando comecei a ler algumas revistas da DC, que a Editora Abril presenteava seus leitores com tatuagens removíveis - tive uma do Arqueiro Verde muito legal, desenhada por ele.

Uma empresa que fabricava a margarina Claybon, também entrou na brincadeira, e durante um certo tempo estampava nas tampas, Super-Homem e cia. justamente desenhados pelo artista espanhol.

José Luiz García-Lopez ainda continua na ativa - em 2009, participou do projeto Wednesday Comics, desenhando uma história curta dos Homens-Metálicos, e em 2011, abrilhantou as páginas da edição 17 de Spirit, o personagem de Will Eisner - que Frank Miller arrebentou no cinema.

Eu penso que García-López faz muita falta ao mercado, porque seu desenho está acima de certos estilos que não servem para nada, senão alienar leitores[as].

Afinal de contas, como podem Jim Lee e Rob Liefeld ainda gozarem de prestígio, com seus estilos tão ultrapassados?

E John Romita Jr., com sua voracidade em ganhar dinheiro, desenhando tantos títulos, sem se empenhar em nenhum?







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2