A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ


Nascido na Espanha, em 26 de março de 1948, José Luis García-López, fez muito sucesso, desenhando para a DC Comics, principalmente na década de 70.

Sua primeira história publicada data de 1975, na edição 548 de Action Comics - a revista que mostrou Super-Homem ao mundo.

García-López tem um estilo muito próprio - embora, às vezes pareça simples - e fantástico, porque ele mostra ter controle de sua arte.

Seus pôsteres dos heróis DC se tornaram muito famosos, porque ele tinha uma facilidade muito grande de passar a imagem de "bons moços" aos personagens - inclusive o Batman.

Lembro-me, quando comecei a ler algumas revistas da DC, que a Editora Abril presenteava seus leitores com tatuagens removíveis - tive uma do Arqueiro Verde muito legal, desenhada por ele.

Uma empresa que fabricava a margarina Claybon, também entrou na brincadeira, e durante um certo tempo estampava nas tampas, Super-Homem e cia. justamente desenhados pelo artista espanhol.

José Luiz García-Lopez ainda continua na ativa - em 2009, participou do projeto Wednesday Comics, desenhando uma história curta dos Homens-Metálicos, e em 2011, abrilhantou as páginas da edição 17 de Spirit, o personagem de Will Eisner - que Frank Miller arrebentou no cinema.

Eu penso que García-López faz muita falta ao mercado, porque seu desenho está acima de certos estilos que não servem para nada, senão alienar leitores[as].

Afinal de contas, como podem Jim Lee e Rob Liefeld ainda gozarem de prestígio, com seus estilos tão ultrapassados?

E John Romita Jr., com sua voracidade em ganhar dinheiro, desenhando tantos títulos, sem se empenhar em nenhum?







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FENÔMENA

CHARLIE SHEEN, ASHTON KUTCHER E O NOVO TWO AND A HALF-MEN

ELEIÇÃO!