FOO FIGHTERS - WASTING LIGHT


Sempre que eu conversava com muitos amigos sobre música, bandas de rock e tal, o nome Foo Fighters surgia.
A maioria curtia demais o som dos caras.

Um amigo, em especial, durante uma viagem, fã incondicional dos caras, me contava com empolgação, o espetacular trabalho de Dave Grohl por compor e gravar praticamente sozinho o álbum de estréia da banda.

Mas eu sempre mantive uma opinião: não conseguia ouvir um álbum completo deles. Pra mim, suas melhores músicas eram as que fizeram sucesso mesmo, como Learn To Fly, All My Life, Breakout e assim por diante.

Uma vez, ouvi um “greatest hits” – que nem era oficial. De uma dúzia, salvaram-se quatro músicas.

E eu desisti de Foo Fighters.

Então, 2011 chegou. E, em abril, Wasting Light, sétimo álbum da banda, estreou.
a banda

E a repercussão fora excelente, com direito a recorde de indicações ao Gramy, incluindo álbum do ano, e melhor canção, para Walk.

Além disso, Wasting Light entrou no top 5 de álbuns de rock mais vendidos em 2011, ficando à frente de Bon Jovi, Red Hot Chili Peppers e Beastie Boys.

Dave Grohl chegou a dizer que 2011 foi o melhor ano de sua vida: “Foi um dos bons. 2011 foi muito bom pra mim,’ ele disse”.Eu estava numa festa de virada do ano e alguém perguntou como tinha sido o meu ano, e eu disse que eu honestamente acho que 2011 foi o melhor ano de toda a minha vida, e eu fui sincero.”

E sobre a estrada que trilharam até chegar a Wasting Light, ele foi bastante sincero também: “Você tem que entender que nós somos uma banda muito simples. Eu acho que somos uma merda e nós tentamos fazer bons discos e nós ensaiamos. Não nos sentimos como a maior e melhor banda do mundo. Nós apenas nos sentimos como os mesmos cinco palhaços que estavam excursionando em uma van 17 anos atrás, isso não mudou”.

Sendo assim, após tantas boas informações a respeito, eu decidi ouvir. Ter uma opinião exata acerca do álbum.

E te digo: uma porrada!

Wasting Light é seguramente um dos melhores álbuns de rock que eu já ouvi. Ouvi direto, faixa a faixa. O “disco” rodou três vezes seguidas, sem parar.

Pra você ter uma idéia, “A Different Kind Of Truth”, álbum de retorno do Van Halen, com Dave Lee Roth de volta aos vocais, embora um puta álbum, não me deixou tão impressionado.

Minhas preferidas de Wasting Light:

  • These Days – Dave Grohl já se declarou fã de Bom Jovi - que tem  uma canção homônima. Mas esssa These Days, embora mais intimista, é também desafiadora. Um puta hard rock viciante.
  • Dear Rosemary – A “querida” Rosemary que partiu, fugiu e o deixou, tem um ritmo legal, com um refrão feito para cantar junto e tocar nas rádios.
  • Arlandria – Outro hit, e gira em torno de Arlandria, naqueles casos que todo garoto tem com sua vizinha ou colega de escola. Peter Parker e Mary Jane? Nahh, um pouco mais sacana.
  • Miss The Misery“Não mude sua mente; você está desperdiçando luz” – wasting light, título do álbum – outro rock n roll puro, com pegava forte e cheio de energia. Muita bateria, guitarras e a voz já emblemática de Dave Grohl.
  • Walk – Merecida indicação ao Gramy. Walk fecha Wasting Light com vigor, classe e energia. A bateria é eletrizante e até o teclado no início é interessante. “Aprendendo a andar novamente... aprendendo a falar novamente...”




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2