GREATEST HITS


   Sempre digo à minha filha que, ao ouvir o Greatest Hits, do Whitesnake, não consigo decidir de qual faixa eu gosto mais.

   Sim, Is This Love está lá. E, ela pra mim, é perfeita.

   Mas eu preciso tirá-la de julgamento, pois é a balada definitiva.

   E temos Love Ain't No Stranger e Here I Go Again. São conhecidas, são hits. Assim como Still of The Night.

   Mas há muitas outras, como Now You're Gone, Slide It In - um blues nota mil! - The Deeper the Love e Crying In the Rain.

   E continuamos assim por mais algumas outras.

   Eu acho importante manter esse tipo de papo com minha filha. Bom, ela tem seis anos.

   E realmente gosta de "O Sapa Não Lava O Pé".

   Mas também curte "Shoot To Thrill", do AC/DC, e "Love Will Set You Free", do próprio Whitesnake.

   Retomando, como eu estava dizendo, acho importante falar de rock - e rock do bom!! - com ela por dois motivos:

   1° - no lugar onde eu moro, só há música sertaneja ou dance music.

   2° - meu pai nunca foi capaz de parar e conversar comigo, ou com meus irmãos sobre música, futebol ou qualquer coisa do tipo. Um macete sobre como pegar mulheres então...

   Muito do que faço com minha filha, principalmente em termos de comportamento, me espelho em dois de meus tios. Quando quero ser aquele pai mais severo, educador e disciplinador - e quase nunca faço isso - me espelho num. Quando quero ser zoador, me espelho noutro.

   Brincadeiras que ele mesmo fez comigo há quase trinta anos, acabo me lembrando para brincar com ela. Já falei aqui a respeito da brincadeira de "vender o porquinho".

   É muito interessante esse pensamento de passar adiante aquilo que nós não tivemos. Mas é enriquecedor também.

   Esses bons momentos não são raros, graças a Deus, principalmente quando estamos juntos, ouvindo um bom som e nos divertindo.

   E acredito, continuarão acontecendo, sempre que der.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2