PRETENDENTE


Arthur Rossine é Audaz, um herói urbano, cujos poderes são manejar qualquer tipo de arma; dominar todo o estilo de artes marciais; e ideais inabaláveis.

Ou seja: bom de briga, de tiro e convicto do que faz.

Audaz surgiu em 1995, quando a extinta revista Herói criou uma promoção, à qual quem criasse um personagem, com poderes, origens, uniforme, etc, tudo bem definido e tal, seria encaminhado às principais editoras norte-americanas, pela própria equipe da revista.

Meus amigos Anderson Cossa, Jackson Eduardo e eu nos unimos para criar algo interessante. Surgiram duas equipes. Audaz fazia parte de uma delas. Mas seu nome ainda era Demolition Man [por causa do filme do Stallone - aqui chamado de O Demolidor].

O tempo passou e acabamos não enviando nada à revista. E Audaz mudou de nome. Por sugestão de Anderson Cossa, Demolition Man virou Audacioso.

De Audacioso, chegamos a Audaz.

Gosto de Audaz, porque sua origem está atrelada à Ditadura. E também porque ele tem uma convicção, um caráter, inabaláveis. E porque namora uma mulher muito poderosa, chamada Suprema.

Audaz tem um arquiinimigo. Seu nome: Ponto Negro. Um terrorista internacional.

Um dia, em meio a seu trabalho normal, Audaz recebe a visita de amigos do Governo. E eles lhe convidam a viajar até à Colômbia porque Ponto Negro fora visto por lá. A missão de Audaz então seria buscá-lo, para que ele possa ser julgado por seus crimes no Brasil.

A questão é que Audaz e Ponto Negro têm um passado não muito amistoso. E há rumores de que o bandido está em posse de uma arma de destruição em massa.

É uma corrida contra o tempo.

Audaz é uma minissérie em 9 capítulos.

Desenhada pelo excepcional André Rebelo e escrita por esse que vos escreve.

E você verá tudo aqui, em P L A N O - B .

Aguarde!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2