DAVID S.GOYER ENTRA PARA O MUNDO DA LITERATURA

David S. Goyer, na opinião deste cara que escreve, é um dos melhores roteiristas do mercado. Seja de quadrinhos, seja de cinema.

Seus textos estão por trás de sucessos - e verdadeiras revoluções - como a trilogia Blade [ele inclusive dirigiu o terceiro, Blade: Trinity] e Batman Bagins, além de rascunhar o roteiro de Cavaleiro das Trevas - que, convenhamos, não sei se foi uma boa, já que a história é medíocre.
Goyer, entre Ryan Reynolds e Jessica Biel.

Agora, graças a uma ideia sua - e o prestígio recém-adquirido de Christopher Nolan - o Super-Homem ganhará uma nova chance nos cinemas até 2012.
Goyer dirige Jessica Biel em Blade:Trinity

Seu primeiro roteiro para cinema foi um longa de ação, estrelado por Jean-Claude Van Damme, Garantia de Morte, de 1990. Até 1998, quando o primeiro Blade estreou, ele andou roteirizando fitas de baixa expressão, inclusive o longa Nick Fury, estrelado por David Hasselhoff, feito para a tv.

Embora tenha certo prestígio no ramo de roteiros, suas tentativas de dirigir filmes nunca lhe levaram a algum lugar.

Particularmente, eu acho Blade Trinity muito divertido, mas o filme foi um grande fracasso nas bilheterias e geralmente é criticado pelo fandom.

Goyer também dirigiu Alma Penada, um suspense estilo O Chamado, que também não o levou a nada.

Durante alguns anos, seu nome estava envolvido com um filme solo de Magneto, ao qual ele iria escrever e dirigir. Mas aparentemente a produção fora cancelada.

Mas agora, tudo parece estar mudando...

Juntamente com Michael Cassutt, Goyer está escrevendo uma trilogia de ficção, cujo primeiro capítulo chegará às lojas em julho de 2011. A Warner, já de olho numa possível franquia, adquiriu os direitos de adaptação e ainda contratou o próprio Goyer para dirigir a nova saga.

Heaven's Shadow [título da trilogia] parte de uma premissa interessante: estranho objeto viaja pelo espaço com trajetória rumo à Terra. Enquanto o caos toma conta do planeta, governos começam a disputar para chegar primeiro ao que eles consideram ser um meteoro. Quando os astronautas chegam até o objeto percebem que se trata na verdade de uma nave alienígena que planeja invadir o planeta Terra.

Agora é aguardar.

Sou muito fã dos roteiros de Goyer, principalmente por seus diálogos afiados e bem-humorados. Acho-o até melhor que Quentin Tarantino que já dá sinais de cansaço com seus roteiros, cujas historinhas já não enganam a mais ninguém.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2