A ARTE DE DENIS PACHER – PARTE 2

Sim, eu escrevi sobre a soberba arte de meu amigo, Denis Pacher, há um tempo atrás. Mas, devido a alguns acontecimentos recentes, resolvi voltar a falar sobre isso.
E tais acontecimentos são essas ilustras abaixo.
É sobre um projeto secreto, cujo roteiro, venho destrinchando há pelo menos três anos. É uma história forte. Violenta. E bem humorada.
Não chega a ser algo insano como as histórias do Edvânio Pontes, mas chega perto.
Quando comecei a escrevê-la, não me lembro se tinha um desenhista em mente. Porém, quando comecei a falar sobre ela com Denis, senti que dali poderia sair algo diferenciado. Como um filme de ação dirigido por Michel Gondry.
Michel Gondry é um diretor de cinema francês, cujo início se deu nos videoclipes – assim como David Fincher, Michael Bay, Marcus Nispel, entre outros – e logo foi alçado ao status de “gênio” com pérolas como Briho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças – estrelado por Jim Carrey, Kate Winslet, Kirsten Dunst, Mark Ruffalo e Elijah Wood – e Rebobine Por Favor – com Jack Black, Mos Def e Danny Glover. Agora Gondry está dirigindo a superprodução de ação/aventura, Besouro Verde. Para conseguir a cadeira de diretor do filme, Gondry se viu obrigado a filmar algumas cenas de ação e mostrar aos produtores que estava apto ao trabalho.
Claro que entre Denis e eu isso não existe. Mas a idéia em si de vermos algo tão diferente, me chamou a atenção. O estilo atual de Denis já é anticlímax para uma história de ação. Ele não tem o perfil Image que ditou moda nos anos recentes. É um traço carregado, sujo e cheio de vida. E é bem por isso que vejo com bons olhos essa nossa parceria.
Conheci Denis há alguns anos. Provavelmente por volta de 2005. Ele divulgou algumas páginas de Aquaman que ilustrou para um teste para a DC, creio eu. A arte era bem diferente do que vemos hoje. Mais próxima do padrão Marvel/DC. Entrei em contato, o convidei para desenhar um roteiro meu e, para ser bem franco, não me lembro da resposta dele.
Porém, algum tempo depois ele retornou com uma HQ homenageando meu personagem, Val, eu mesmo e alguns outros amigos, da Areia Hostil, como o Anderson Cossa, Lorde Lobo e Law Tissot [leia mais sobre isso aqui].
Dali em diante começamos uma amizade que dura até hoje.
Denis me sugeriu assistir ao filme que marcou meus 30 anos de idade: Clube da Luta. Nunca havia assistido antes porque não sou fã de Brad Pitt. Mas após termos conversado e eu descoberto que um outro amigo tinha o filme, pedi emprestado e o assisti. Resultado?
Uma overdose de vida!
Procurei o livro ao qual o filme foi baseado, li e também adquiri a trilha sonora do filme. David Fincher passou a ser um de meus diretores preferidos [ao lado de Michael Mann, David Cronenberg e Quentin Tarantino].
E agora, aparecemos com essa grande HQ em conjunto. Sim, é uma HQ grande, em termos de tamanho e também de expectativas. Mas vai demorar para ficar pronta.
Enquanto isso, sempre que aparecerem algumas novidades sobre isso, prometo que posto aqui para vocês.
Até a próxima!

Comentários

Lorde Lobo disse…
Cara, o Clube da Luta é O filme!!!
E fico imensamente feliz em saber que a Areia Hostil se prestou para unir tu e o Dens Pacher, ambos artistas que prezo pacas!
Sempre torci e continuo torcendo por ti, Vagner!
Houve uma época em que éramos bem mais próximos (ainda que apenas via internet), mas ainda assim, meu respeito por ti continua!
Sucesso, eu velho!
E Feliz 2010!!

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2