DAVID CARRADINE


Que coisa estranha foi essa notícia da morte de David Carradine.

Afinal de contas, um cara de 72 anos morrer daquela forma [supostamente, claro, nu, dentro de um armário, com o pescoço e as genitálias amarrados numa corda] é um tanto quanto surreal.

Lembro bem da primeira vez que o vi em cena. Foi no filme McQuade – O Lobo Solitário, estrelado por ninguém menos que Chuck Norris.

Sim! Carradine já encarou o velho Chuckey no braço.

A história é bem simples, eles duelam o filme todo pra saber quem é mais fodão. E no clímax, vem a grande batalha.

Depois disso, vi Carradine novamente em algumas outras produções, mas sem o mesmo brilho. Por exemplo, em Alta Tensão, um Máquina Mortífera estrelado por Mel Gibson, só que com Goldie Hawn substituindo Danny Glover, ele é parceiro de Bill Duke [O Predador, Comando para Matar] e a participação de ambos é ridícula.

Então qual não foi minha surpresa ao me deparar com a notícia de que Carradine estava negociando para trabalhar no então novo trabalho de Quentin Tarantino, Kill Bill. Tarantino concebeu o personagem Bill, com Warren Beatty [Dick Tracy] em mente. Mas Beatty recusou o papel, o que, acho, fez um favor ao público porque, bem, é estranho imaginá-lo lutando com Uma Thurman.

Com o papel nas mãos, Carradine conseguiu da

r uma sobrevida à carreira e até indicado ao Globo de Ouro foi.

Agora, cinco anos depois, é encontrado morto.

Uma homenagem. Clique aqui e veja um vídeo com a luta final entre Carradine e Chuck Norris, em McQuade – O Lobo Solitário, seu melhor papel no cinema, com certeza.

Fantástico é pouco!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2