O TALENTO DE SILVESTRI




Essa semana eu li a edição de estréia da revista Hunter-Killer, obra que reúne dois Marc(k)s: Waid e Silvestri.


A história tem o estilão Image, com vários painéis e ação desenfreada. Waid, com seu roteiro frenético, não tem frescura: já vai mostrando as pedras que vai jogar nos leitores ao longo da edição, principalmente com seus diálogos rápidos.


Mas o ponto alto é a arte de Silvestri. Desde que “estourou”, o artista meio que viveu à sombra de Jim Lee, porém é inegável que ele tenha mais talento que o amigo (um pouco mais) famoso.

 

Aliás, comparando artes, pude ler uma edição de Poder Divino e apesar da história começar bem, com painéis muito detalhados, na metade da revista pra frente, é um festival de closes; cenários tornam-se peças raras. Já com Marc Silvestri isso não acontece. Ele não tem preguiça e vai levando seu talento até o fim da edição.

 

Bom, Hunter-Killer não vai mudar sua forma de encarar os quadrinhos, mas vale uma conferida.

Comentários

Ed Pontes disse…
Ah, cara. Eu tinha falado sobre essa mini no meu blog, o Bueiro Fétido... (depois dá uma procurada lá). Eu gostei muito da idéia. Quando li sobre essa mini com Mark Waid logo me veio The Darkness com Garth Ennis na cabeça e aquilo num é muito...bom. Mas comprei toda ela e demorei um pouco pra ler. Coisa de tempo mesmo. Mas quando comecei, devorei logo. É boa. É diferente. E sim, concordo com vc. Marc Silvestri é um desenhista de verdade. Muita gente chupa o saco do Jim Lee, que é um cara legal (aparentemente), mas se esquecem que quem deu mesmo o pontapé para o "estilo" foi Silvestri, que é muito mais artista que Lee. Saca de anatomia, cenário e tal.
Muito bom mesmo, Dr.
Abração meu velho.

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2