MAIS LEITURAS...

Fala, turma! Estou até que numa boa fase de leitura de quadrinhos nacionais. Aliás, é só o que eu ando lendo ultimamente. Vou divulgar aqui, então, mais três exemplos de quadrinhos de qualidade. Vamos lá...

SUBVERSOS # 1

Revistas como a SUBVERSOS me fazem pensar no quanto há talentos em toda a parte do Globo, e muitos deles sequer são notados. A turma reunida para essa edição de estréia é muito boa.

São onze histórias dos mais variados estilos. Adorei algumas HQs; outras, achei muito boas, e outras ainda, interessantes.

Igor Shin, Vini Visentini & André Oliva, José Nunes & Alescio Vieira, Jader Correa & Matias Streb, Sueli de Oliveira, Akira Sanoki, Rafael Calça, Rafael Andres, Bruno Medrado & Sueli Mendes & Mauro Salgado & André Valle, Bruno Hazov, Allan Rocha, Flávio Tirapeli, Zizo e Alexandre Manoel são o esquadrão talentoso da edição. E se levarmos em conta a varidedade de materiais que eles receberam para a próxima edição, podemos esperar por uma Subversos # 2 ainda melhor...

Parabéns mesmo a todos.
Subversos # 1 tem 48 páginas, formato A4, capa color, e mais detalhes no blog.

ZINE ROYALE # 3

A capa de Marcatti já diz tudo: quadrinhos underground de boa safra estão nesse exemplar do zine capitaneado pelo vencedor do HQ Mix, Jozz. A entrevista com o artista underground também é muito reveladora. Recentmente li uma entrevista com o Tony Fernandes, onde ele fala da produção de quadrinhos, e quando suas idéias são postas frente às de Marcatti, percebemos como as diferentes opiniões sobre um mesmo mercado nos deixam fascinados. Enquanto Tony Fernandes defende o quadrinho sob demanda, Marcatti acredita no poder do autor - aliás, ele diz algumas coisas muito sábias sobre autor X editora. Muitas vezes criticamos mais a Marvel do que seus roteiristas. Lógico, é o esquema de produção da editora, mas temos que lembrar sempre que há autores por trás daquelas histórias. Mas, enfim, leiam a entrevista e tirem suas próprias conclusões.

Além da entrevista, há uma matéria sobre fanzines, assinada por Gzy Andraus, outro vencedor de HQ Mix. Andraus, aliás, que também assina uma das HQs da edição. Outros autores são o próprio Jozz, com uma divertida experiência de "comunicação", Denny C, com Lubna, uma garota especial. E, na opnião deste que vos escreve, a melhor história da edição, Ditador, assinado por Luciano Tasso, que trata de uma forma interessante a disputa capitalismo X socialismo X imperialismo X comunismo e assim por diante. Muito profunda e divertida.

A edição também conta com pin ups de artistas do Estúdio Pingado.

Zine Royale # 3 tem 52 páginas p/b, formato pocket e preço de capa: R$ 3. Pode ser adquirido através do e-mail.


TEMPESTADE CEREBRAL # 2

Outra grande experiência dos quadrinhos, a carinhosamente conhecida como TC, é uma revista bimestral que também já conquistou seu espaço, tanto que já parte para edição # 4 (sim, estou bem atrasado na divulgação). Essa edição # 2 tem capa dupla, ou seja, você pode começar a ler de qualquer uma das extremidades. Muito bem cuidada, com excelente material e artistas, a TC mostra que há muita gente boa dando sopa por aí.
É o caso de Alex Genaro, um dos capistas e artista da HQ Valkíria. Genaro mostra que entende do ramo, desenha muito bem sua história, escrita pelo editor-chefe, Alex Mir, que conduz com braveza suas narrativas. A outra história escrita por Mir é Força Mística, belamente ilustrada também por Márcio Luiz, com arte-final de Simião. A terceira HQ, estrelada por Redentor tem
roteiro e desenhos de Gilberto Borba. Gilberto também desenha muito bem e seus roteiros bebem na fonte dos quadrinhos de Stan Lee, lá no início do Universo Marvel, bem cool.

Tempestade Cerebral # 2 tem 36 páginas, capa color, formato A5, e preço de capa: R$ 3. Pode ser adquirida através do e-mail.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2