SOBRE UM NOVO FILME DO SUPER...

Você deve ter lido essa entrevista com Mark Millar no Omelete...

"Um diretor me procurou há três meses [...] sou um enorme fã de Superman. Tenho até o gato empalhado que ele salva da árvore em um dos filmes, que já vi umas trezentas vezes. Daqui a pouco Tony Harris [ilustrador] e eu vamos tomar um café com Richard Donner - nada de negócios, só um encontro de fãs mesmo. Um amigo me perguntou se eu gostaria de conhecê-lo e eu falei 'tá brincando?', isso pra mim é o mesmo que conhecer Gandhi!",

"Meu amigo diretor sabe disso e me procurou, dizendo que talvez Man of Steel - o filme do Bryan Singer - não acontecesse, e caso o filme não siga adiante há uma chance dele assumir. 'Se isso acontecer, você quer escrever o roteiro?' ele me perguntou. E eu, 'claro que sim', pois tenho esse plano para um filme do Superman há uns 10 anos, uma trilogia épica dele no estilo de O Senhor dos Anéis, uma história do Superman recomeçando tudo, com sete horas de duração, que sairia dividida em três filmes, um por ano",

"Há uma chance. Meu amigo não é fraco e me disse que não fará o filme se eu não entrar nessa com ele."

Pois é, faz tempo já que o Millar diz que quer roteirizar um filme do Super-Homem. Pra ser bem sincero, eu gostaria de ver, assim como torci muito praquele roteiro de Kevin Smith, lá dos anos 1990, fosse filmado. Odiei Superman - O Retorno, porque a única coisa que realmente salva o filme é sua trilha sonora magistral e emocionante. Pra mim foi uma cópia mal feita do filme original, de 1978. O pior é perceber que um filme que torrou 200 milhões de dólares não conseguiu obter efeitos melhores que outro, de 1978!!!

Andei pensando num filme do Super, e só pra brincar um pouco, escalei um elenco. Acho que se eu fosse um produtor, estilo Jerry Bruckheimer, chamaria o Michael Bay para dirigir e David S. Goyer para bolar o roteiro. Michael Bay dirigiu, entre outros, Transformers, Armageddon e A Ilha, mas pra mim, se credencia a dirigir um filme do Super, graças a boa união de ação, aventura e humor, com Os Bad Boys e Bad Boys II.

E pra fazer um negócio bem levado para o humor, com doses de ação, meu Super-Clark Kent seria ninguém menos que Dwayne Johnson, mais conhecido como The Rock. O cara é grandalhão e por isso mesmo, nem precisaria ter músculos falsos no traje. E como Clark Kent, ele até poderia deixar uma fraja, estilo a que Frank Quitely faz em Super Astros: Superman, que a Panini tá publicando. Dwayne Johnson consegue mesclar aventura com humor, como já provou em O Escorpião-Rei e Bem-Vindo À Selva, por isso dará certo.

A Lois Lane, na minha opinião deveria ser uma mulher forte, casca-grossa mesmo, mas que tem seus momentos de feminilidade, doçura. Uma garota que acho perfeita é Michelle Rodriguez, que já provou isso em Velozes e Furiosos e na segunda temporada de Lost (e com toda certeza provará novamente no novo filme de James Cameron). Porém, ela tem os traços latinos e não sei se os EUA estão prontos para verem uma Lois Lane latina. Então, fico com minha segunda opção: Anne Hathaway, que vai bem também na ação/comédia, como vimos em Agente 86.

Jimmy Olsen poderia ser Shia LaBeoulf, o garoto de Transformers e do novo Indiana Jones. Aposto que ele toparia.

Na parte dos vilões, meu preferido seria o Johnny Depp como Lex Luthor. Claro, ele teria que raspar a cabeça, mas funcionaria muito melhor que o próprio Kevin Spacey.

E como seria o Michael Bay a dirigir, com certeza haveria espaço para o talento excepcional de Steve Buscemi, talvez numa ponta como... Brianiac? Seria cômico.

Pra mim, funcionaria muito bem, mas claro, muita gente que ler isso, poderá dizer: "cara, ainda bem que você não é o produtor do filme." Ahhh, pode ser, mas ficaria legal.

Abraços!!

Comentários

Ed Pontes disse…
"Ainda bem que tu num é produtor do filme". Hahaha! Zuando,cara. De fato também gostaria de ver o Millar escrevendo. Ele é um cara inteligente e melhor; fã do Superman de carteira. Eu cheguei a ver o roteiro do Kevin Smith na íntegra num site nacional mesmo que dispunha roteiros originais em inglês. Me arrependo até hoje de num ter salvo aquilo. Li só um pouco, mesmo com meu parco inglês, e cara: tava coisa de fã. Tinha até o Batman! Bem, quanto a tua escalação, tu acertou pelo menos (na minha cabeça) na mosca em dois nomes: Anne Hathaway como Lois e Shia LaBeoulf como Olsen. Já o The Rock pra mim tem mais cara de Adão Negro (algo que ele mesmo já anda se vendendo para um futuro filme do Capitão Marvel). E eu não trocaria o Kevin Spacey. Um diretor? Michael Bay traia ação e humor, sem dúvidas. Seria um filme leve e desprentencioso como deveria ser um filme do Super. Mas tem um cara que eu gostaria de ver dirigindo: James Cameron! Ele faria um filme grande. Em todos os sentidos e com muita ação, pode apostar! Outro bom nome seria Sam Raimi. Pelo menos já demonstrou quem tem tutano, mesmo com a derrapada do Homem-Aranha 3 que ficou grande em ação e cenas, mas perdeu bastante de roteiro. Acontece!
Abração, chefe!

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2