OGIVA - LANÇAMENTO!!!!

Fala, turma, tudo bens?

Estou aqui para falar do lançamento da nonva revista mix do pedaço: OGIVA. É em pdf, portanto todo mundo pode ler, basta um click.

A origem de Ogiva está atrelada à minha saída da Areia Hostil, lá por 2004/2005. Pois é, antes mesmo do prozine gaúcho, vencedor do HQ Mix de melhor prozine, em 2006, encerrar suas atividades, eu havia me desligado dele.

Eu tinha me transferido para o Manicomics, outro premiado zine, e juntamente com Gerson Witte, estava bolando uma nova série que - acreditávamos e continuamos a acreditar - iria estemecer um pouco os alicerces do quadrinho independente. Com o também final do zine, nossa série foi parar na gaveta. Hoje, mais de dois anos depois, tenho a notícia de que a saga verá a luz e o final já está sendo escrito, está tudo acertado com JJ Marreiro, editor do Manicomics, e também com o excelente desenhista, Ronaldo Mendes.

Bem, voltando para Ogiva... eu tinha colaborado com alguns zines (Areia Hostil, do Rio Grande do Sul; Manicomics, do Ceará; Heróis Brazucas, Rio Grande do Norte; Universo Subterrâneo, de São Paulo), mas nenhum que chegasse aqui na minha região. E o que é mais importante: além de mim, apenas meu velho amigo Anderson Cossa estava nessas barcas. Fora ele, nenhum outro artista da região estava nas mesmas publicações que eu.

Na época, eu gostaria de ver o Val por aqui; gostaria que as pessoas da minha cidade também pudessem conhecê-lo e tudo isso pesou muito quando um outro amigo me propôs de lançarmos uma revista mix na região.

Entrei em contato com vários amigos que se prontificaram de participar. Denis Pacher e Gerson Witte criaram histórias exclusivas para a edição, tamanha a confiança deles em nosso trabalho; mais: Gerson criou uma história-piloto que pode render uma série. Anderson Cossa decidiu criar uma HQ que resumiria o "ideal" da revista. Eu já tinha um roteiro - que considerava bacana - pronto e só faltava um desenhista de ponta para ilustrá-lo. Fui atrás de Greifo que topou na hora. Beto Martins, editor do excelente zine Meninas Viciadas, também em meio às suas publicações deu um jeito de me enviar uma HQ de uma página que, como sempre, é fora de série. E quanto ao astro da nossa edição, Rai, foi também interessante. Conheço Rai de antes da época da Areia Hostil, Manicomics e todos os zines. Somos amigos desde aproximadamente 2001. Mas eu não passo de um artista amador, enquanto ele é profissional! E a prova de seu talento está na história que publicamos na estréia de Ogiva. Rai tinha dezoito anos quando escreveu esse roteiro e esse também foi seu cartão de visitas no mundo das HQs. Ele parou por aí? De modo algum! Lançou revistas (como o oneshot do Galo Costa no selo Graphic Talents, da Editora Escala), escreveu para personagens consagrados como a Turma da Mônica, Zé Carioca, Turma do Menino Maluquinho, Sítio do Pica-Pau Amarelo, Cocoricó e muito mais. E mesmo com toda essa bagagem, Rai jamais deu uma "astro das HQs" comigo. Mais: sempre que lhe convidei para algo ele topou. Deu um jeito de participar da Areia Hostil, após vários convites meus; fez questão de enviar um e-mail ao Lorde Lobo, editor do prozine, quando Val ganhou uma capa. Enfim, um excelente amigo, antes de excepcional artista.

Estou lhes passando tudo isso para que possam imaginar o clima de camaradagem que foi a produção desta Ogiva, que estava em ebulição desde 2005 e só agora ganha o mundo.

Mas faremos de tudo para deixá-la cada vez melhor.

Abraço!! E confiram OGIVA, please, clicando aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE DE JOSÉ LUIS GARCÍA-LÓPEZ

ELLEN ROCHE COMO LARA CROFT

ME SENTINDO COMO VAL KILMER - 2